QUEM SOMOS

Fundado Dia 8 de agosto de 1959 é comemorado o Dia do Elos Internacional da Comunidade Lusíada, de acordo com a Lei. 13.108 de 25/03/2015, proposta no projeto de Lei n. 5566-B, de 2009, do Deputado Luiz Carlos Hauly, que instituiu a data como nossa data oficial de comemorações no calendário nacional.

 

Nosso elos da corrente é baseado no bom relacionamento entre as pessoas, no valor a ética, o companheirismo, e na vida plena como cidadãos deste mundo conturbado.

 

Vamos relembrar nossos fundadores  que nos deixaram este nobre legado, de participação e companheirismo nas atividades culturais, das tradições luso brasileiras, da defesa da língua portuguesa.

 

O Elos Clube, defende a família, a paz, a congregação dos homens, e a defesa do nosso patrimônio imaterial, que é a a língua portuguesa.

 

Então vamos continuar manter estes laços, alcançar novos voos,  sem medo das alturas.

Vamos manter a capacidade de liderar, alcançar novos povos, trazer novos companheiros para nosso convívio,  para dentro dos nossos corações,  da forma mais bela, profunda e sublime.
 

SOBRE

Por volta de 1956 o médico santista Eduardo Dias Coelho conversava com alguns amigos, ligados as coisas luso-brasileiras, fazendo-os ver a necessidade que se tinha em constituir uma entidade cuja grande finalidade seria a efetiva aproximação entre o Brasil e Portugal e a preservação de todo o patrimônio cultural e o humanismo que havia sido a nós legado pela civilização portuguesa.

Somente 3 anos depois, em 8 de agosto de 1959, reuniram-se na Av. Saturnino de Brito nº 759, no local denominado prainha, em São Vicente, bem defronte a enseada onde, em 1532, ancoraram as caravelas de Martim Afonso de Souza, treze homens que propuseram a criação de um movimento cultural de congregação de valores humanos para promover a boa compreensão entre os povos, a confraternização, a expansão e preservação da língua portuguesa e o intercambio entre os países, povos e comunidades de língua portuguesa. Liderados por Eduardo Dias Coelho estavam presentes: Manoel Antonio Marçal,  Hermes Barsotti, José de Souza, Mario de Almeida Nunes, Manuel Antonio Gomes,  Joaquim da Rocha Brittes, Arimondi Falconi, Aires Pedro dos Santos, Adelino Migués Picado, Waldemar da Cruz, Luiz Espinha e Henrique Martins.

Tudo ocorreu como previsto, foi fundado o clube. E o nome? Foi sugerido “Clube das Oliveiras”. Dois ramos de oliveira simbolizando a Paz. Alguns dias depois, José Ogando dos Santos, na época Vice-Cônsul de Portugal em Santos, foi o relator dos estatutos. Nesse ínterim, Eduardo Dias Coelho convenceu os demais que o nome da entidade deveria ser ELOS CLUBE. O filho de Eduardo, Marco Antonio, elaborou o distintivo da nova associação, que seria modificado por sugestão de um novo elista presente: Nelson Duarte Barbosa. Dois ramos de oliveira e dois elos entre eles interligados, tendo a palavra ELOS no primeiro elo, e CLUBE no segundo. A aprovação dos Estatutos e do emblema da nova organização aconteceu na sede do Centro Português de Santos.

A partir daí o movimento foi se expandindo e chegou a São Paulo (capital) no dia 11 de outubro de 1960, Curitiba e Belo Horizonte (1961). Em Santos, de 4 a 8 de agosto de 1962 foi realizada a primeira Convenção que constituiu o ELOS INTERNACIONAL DA COMUNIDADE LUSIADA projetando a internacionalização da nova entidade. Desta forma em 1963 foi fundado o Elos Clube de Lisboa e ampliou-se ainda mais a corrente: Montes Claros-MG (1963), Rio de Janeiro (1965), Beira – Moçambique (1968), Fortaleza (1969), Luanda – Angola (1969), São Vicente (1973), Praia Grande (1973), Brasília (1974) dentre outros. A partir do início dos anos 1980 a corrente foi se expandido e chegou até Niterói (1980), Umuarama e Maringá (1982), Londrina e Faro – Portugal (1983), Santos – Centro, Tavira e Olhão em Portugal (1983), Grande ABC (1986), Macau – China (1989) e Mandaguari (1994).

Ao longo de sua existência, o movimento elista internacional surgiu em outras cidades e regiões, mas por questões políticas ou econômicas algumas células elistas deixaram de funcionar, no entanto as Convenções Internacionais se sucedem a cada dois anos e o ELOS segue sua marcha. O sonho continua.

O Dia Nacional do Elos Internacional da Comunidade Lusíada em 8 de agosto de cada ano, é uma comemoração de brasileiros, que foi estabelecida pela Lei Nº 13.108 de 25 de março de 2015.

Essa data tem por fim, marcar a data da fundação do Clube das Oliveiras [árvore símbolo da Paz], que foi constituído em 8 de agosto de 1959 com o apoio de 13 pessoas, durante um jantar ocorrido numa casa de propriedade do médico brasileiro da Sociedade Portuguesa de Beneficência e membro do Conselho Deliberativo da Associação Atlética Portuguesa, Eduardo Dias Coelho.

Mais tarde, o Clube das Oliveiras passou a se chamar Elos Clube de Santos, e atualmente seu nome correto é Elos Internacional da Comunidade Lusíada ou simplesmente Elos Internacional.

O Elos se tornou internacional, a partir do nascimento de Elos em outros países, para difundir e defender a Língua Portuguesa e promover a integração das nações que falam o idioma de Camões.

O Elismo é um movimento de congregação de valores humanos dispostos ou, pelo menos, predispostos a defenderem a aliança e a promoverem a boa compreensão dos povos de língua portuguesa.

Veículo de propagação e de defesa dos ideais que formam a comunidade lusíada é também o Elismo, por decorrência e paralelamente, fonte de alta confraternização de quantos nele se integram.

DEPOIMENTOS

"Vida Elista

                                                                

Como é salutar viver em comunhão de alma, coração e partilha de mãos, quando a vida trata de caminhar em direção  a cada dia, do raiar ao “pôr” do Sol.

Como é sublime poder sentir o amor brotar e florir, aspergindo perfume, vida, alegria no viver.

Como é agradável, a cada manhã, acrescentar sabor de mel a projetos elistas traçados e em condições de vigir.

E sabe porque isto acontece?

Porque a minha vida tem a essência elista em si incrustada, fortemente, favorecendo o fortalecer dos meus atos, seja em ampla visão de vanguarda, sentimento ou ação.

Elismo, a tua bandeira terá sempre lugar em minha vida, e tremulará, pois o vento, ao em ti chegar, demonstrará que estás vivo, produtivo, repleto de amor e construção humana a repassar, por ato bondoso de Deus e de seus fundadores, de minha pessoa e demais companheiros."

Maria Inês Botelho 

Elos Clube de Mandaguari

Governadora do DE4

Aluízio Alberto da Cruz Quintão

Elos Clube de Belo Horizonte

"Ser Elista, é  te a consciência de que somos instrumentos de Deus para promover a paz e a União entre os povos do mundo , e ter a consciência de que somos todos irmãos, que vivemos num entrelaçamento de Elos confraternizando com todos que o integram.

 

Ser Elista e ter em mente a cultura da expansão da língua portuguesa assim como também  seus usos e costumes.

Ser Elista e ter como norma o humanismo e o respeito ao próximo em suas escolhas, religiosa, políticas etc.  

 

Ser Elista e pertencer a uma forte corrente de pensamentos e ações,  e benefícios, e para fins comuns e respeitar e propagar a língua mãe  e sua história. 

 

Ser Elista para mim é saber e ter a consciência de que, e para que existo."

“MINHA PÁTRIA É A LÍNGUA PORTUGUESA

A maneira mais sútil de dominar um povo é usurpar-lhe a língua pátria.

O povo brasileiro tem a tendência a encantar-se com estrangeirismos e adota facilmente, termos importados que inseridos no vocabulário popular, oficializam-se.

Na própria Constituição Brasileira, consta o termo “impeachment” e não impedimento ou cassação.

A Língua Portuguesa é um dos idiomas mais belos e de mais rico vocabulário.

E fundamental que a Pátria não abra mão do seu idioma, e o exercite como fator de implementação do civismo e construção da consciência da nacionalidade.

Com esse objetivo, conclamar a todos os países lusófonos, exaltando a Língua Portuguesa como “ELO” no fortalecimento de uma única “Pátria”."

Idealizadores do Projeto

“MINHA PÁTRIA É A LÍNGUA PORTUGUESA” -

Augusto Sarvam e Maria Luiza de Paiva Diniz

Escritores e Agentes Culturais

"Saudações ao Clube Elos Internacional

É com grande alegria e admiração que me dirijo aos nobres membros do Elos Internacional, que prima por defender a língua portuguesa e promover sua integração.

Muito mais do que isso o Elos tem sido fiel escudeiro da Cultura Lusíada e alta fonte de integração de seus membros, aos quais este Edil eleva todos os votos de estima, consideração e admiração pelo vosso precioso trabalho."

Hugolino Ribeiro

Vereador da Câmara Municipal de Praia Grande

Diretor do Elos Clube de Praia Grande

Noemia Serra

Presidente do Elos Clube de Santos

"A propósito do Elismo, hoje

 

Oportuno e muito louvável é o empenho da atual diretoria da Federação Internacional Elos da Comunidade Lusíada, sob a forma de um “Programa de Fortalecimento do Movimento Elista Internacional”.

Desde que surgiu, em 08/08/1959, de um lampejo de idealismo de Eduardo Dias Coelho, o Elismo é planta que nasceu voltada para o amplo horizonte da intercomunicação daqueles que prezam os valores herdados da cultura lusíada.

Seu nascimento praiano marcou-o como geneticamente aberto à internacionalização, pois germinado nas terras de São Vicente que acolheram as lusas caravelas quinhentistas, num abraço intercontinental.

E eis que a denominação completou a obra, coroando a ideia de enlaçar mentes e corações diversos e distantes, em qualquer região onde ressoasse a lusofonia.

Assim é que vi o Elismo, quando me tornei membro do Elos Clube de Belo Horizonte, há décadas, certo de que se tratava de instituição que prestigiava valores imprescindíveis para a sociedade, como a língua, a educação, a cultura. Foram-se anos, mudaram-se pessoas num mundo em crise. 

Ainda hoje, para síntese de tal movimento, alheio a conotações políticas, vale o pensamento do meu mestre em Lisboa, Prof. Adriano Moreira, em reafirmação do esforço de consolidação da defesa do “patrimônio de ideias, sentimentos, monumentos e documentação comum aos povos por onde passaram a expansão e a evangelização portuguesas”.

Elismo é, pois, esforço comum, parceria de ideias e comunhão de apreço a valores que honram e dignificam o cidadão, em torno de um legado excepcional que se resume e se expressa no mais belo idioma, a Língua Portuguesa. 

Tais características o Elos tem de preservar, regando-lhe a planta carente de atenção, seja pela ação de clubes motivados, engenhosos e renovados, seja como demonstra pretender a atual diretoria, pugnando por Agilidade, Fortalecimento e Expansão."

Contate-nos

Rua XV de Novembro, 20 - sala 40 - Centro, Santos/ SP, 11010-150

Conecte-se conosco
  • Facebook
  • Instagram

© 2020 ELOS INTERNACIONAL

  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto